Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

Em todas as receitas que posto no blog, coloco as tags “Bebê Gourmet” e “Papinha Gourmet” e hoje vou explicar o porquê. Segundo o sítio eletrônico Significados:

Gourmet é o nome que se dá a um estilo de culinária mais elaborada, requintada e que atende as exigências do consumidor com gosto mais apurado em relação à qualidade e apresentação do prato ou da bebida.
A expressão gourmet está associada a uma ideia de “alta cozinha” (haute coisine, em francês), englobando cultura e arte culinária, feita de forma criteriosa, com produtos de qualidade e artisticamente apresentada.
Gourmet é um termo de origem francesa e seu significado designava um conhecedor e entendedor de boas bebidas e iguarias, além de conhecedor de bons vinhos.
Atualmente, gourmet é um termo difundido em diversos idiomas e o conceito que envolve seu nome é amplo, sempre para falar sobre os prazeres da mesa com qualidade.
Gourmet também pode ser associado a uma pessoa que possui paladar apurado, e que têm um conhecimento ou entendimento avançado de culinária e gastronomia.

Considerando tudo o que li nos primeiros meses de vida do Olavo sobre introdução alimentar saudável, com muitas referências francesas sobre o assunto (que serão tema de nova postagem), tenho tentado aplicar os conceitos aprendidos no preparo das refeições semanais do Olavo. Um desses conceitos é oferecer alimentos preparados de forma a realçar sabor e apresentação, despertando no bebê, desde a primeira papinha, o prazer de comer bem, o que combina perfeitamente com a definição de gourmet.

Para me inspirar e me orientar no preparo das papinhas, queria um livro de receitas específicas para bebês, que tivesse essa abordagem de valorização de sabor e apresentação. Pesquisei e acabei encontrando o livro “Bebe Gourmet: 100 receitas saudáveis da culinária francesa para alegrar o seu bebê”, de Jenny Carenco. Gosto muito desse livro, apesar de ter que fazer adaptações de algumas receitas, seja ao substituir ingredientes difíceis de encontrar por aqui (ou caros demais), seja ao adaptar as quantidades dos ingredientes sugeridos nas receitas.

Nele encontrei receitas que podem ser consumidas a partir dos 4 meses (para aqueles bebês que não estão mais usufruindo de amamentação exclusiva)   e que estão distribuídas em categorias de almoço, jantar, lanche… Também há sugestão de quando introduzir cada receita na alimentação do bebê e dicas (valiosíssimas) de adaptações das receitas para o consumo da família toda.

O preparo das receitas é fácil e rápido, pois a autora direcionou o livro para as mães que trabalham fora, mas não abrem mão de preparar refeições saborosas para o seu bebê. A maioria das receitas pode ser congelada em porções individuais, portanto, pode ser preparada durante o final-de-semana para o consumo da semana.

Com o tempo, peguei o jeito e agora também consigo criar as minhas próprias receitas, que posto aqui para vocês.

Essa é uma experiência nova para mim, pois a introdução alimentar do meu primogênito foi feita com base nas sugestões de cardápio do pediatra dele. Eram sopinhas bem balanceadas, do ponto de vista nutricional, mas nos quesitos sabor e apresentação não chegavam nem perto das que eu ofereço ao meu segundo filho. O mais interessante é que o que mudou não foram os alimentos oferecidos a um e outro, mas apenas a forma de oferecer.

Até agora, a experiência foi bem sucedida: ele experimenta tudo o que oferecemos e come muito bem.

E é assim que estou tentando “doutrinar” meu pequeno gourmet!

 

21/02/2016
Bebê gourmet

Bebê Gourmet: 100 receitas saudáveis da culinária francesa para alegrar seu bebê

Em todas as receitas que posto no blog, coloco as tags “Bebê Gourmet” e “Papinha Gourmet” e hoje vou explicar o porquê.
10/02/2016
Como calcular a quantidade de fórmula infantil

Como calcular a quantidade de fórmula infantil para levar na viagem

Toda mãe que precisa alimentar seu bebê com fórmula infantil, ao fazer as malas para uma viagem, se depara com o dilema: como calcular a quantidade […]