Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

Nesses últimos dias vi muitas publicações sobre gratidão nas redes sociais e achei que o assunto vale uma reflexão: será que estamos ensinando gratidão a nossas crianças? Nesses tempos de consumismo desenfreado, em que crianças querem tudo o que vêem e pais querem dar aos filhos tudo aquilo que não tiveram, importantíssimo ensinar aos nossos filhos a serem gratos pelo que têm.

Gratidão, segundo o conceito disponível no sítio eletrônico Significados, é:

um sentimento de reconhecimento, uma emoção por saber que uma pessoa fez uma boa ação, um auxílio, em favor de outra.

Gratidão ocorre sempre que alguém faz algo que o outro gostaria que acontecesse, sem esperar nada mais em troca, e isso faz com que a pessoa que fez a ação se sinta feliz e a que recebeu também.

A forma mais eficaz de ensinarmos nossos filhos a serem gratos é pelo exemplo: se agradecemos aos outros pelo que fazem por nós, a tendência é que os pequenos imitem o exemplo e o façam também.

Outra forma de ensinarmos isso é cobrando deles o agradecimento, sempre que receberem algo ou que alguém fizer algo por eles. No início é trabalhoso e parece que não vai surtir efeito, mas com o passar do tempo eles se acostumam a fazer sozinhos e fica praticamente automático.

Aqui em casa tem dado certo. Quando o Alberto começou a falar, começamos a introduzir as palavras que a boa educação recomenda: “bom dia”, “por favor”, “obrigado” e “com licença”. Teve uma fase que foi até bem engraçada: ele pedia licença até para a nossa gata e para objetos inanimados.

Hoje ele está com três anos. Ainda não fala essas palavras sempre que deveria, mas nosso dever, como pais, é continuar lembrando a ele que devem ser usadas e incentivando-o a usar.

Mas, voltando à gratidão, posso afirmar com orgulho que ele já internalizou o conceito, pois ele toma a iniciativa de agradecer as pequenas coisas que fazemos por ele e não somente quando ganha o presente que estava esperando. Já é comum ouvir frases como essas (muitas vezes acompanhada de um abraço gostoso):

– Você trouxe morangos do supermercado! Obrigado, mamãe.

– Você fez bolo de chocolate! Eu adoro! Obrigado, mamãe.

– Você levou minha lancheira pra consertar! Obrigado!

– Marileide, o almoço estava uma delícia! Obrigado!

– Lu, você lavou meu anjinho! Obrigado!

Mesmo assim, ainda há vários momentos em que eu tenho que lembrá-lo de agradecer e sei que vou ter que continuar fazendo isso por muito tempo ainda. Faz parte do papel de mãe que é educar os filhos para o mundo.

E você, como ensina os seus filhos a serem gratos?

(image courtesy of tuelekza at FreeDigitalPhotos.net)

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestmail

Facebookrssinstagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *