Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

Hoje aproveitei que não tinha que trabalhar para cuidar de algo que considero muito importante: providenciar o RG do Olavo, que completou um ano de idade no mês passado. Nesse momento, deve estar passando na cabeça de algumas mãe, ao lerem esse post: qual a vantagem de fazer carteira de identidade para crianças pequenas?

A meu ver, há várias:

1 – A carteira de identidade (RG) é muito mais fácil de transportar e mais resistente que a certidão de nascimento fornecida gratuitamente e, até mesmo, que a certidão de nascimento reduzida, para a qual os cartórios cobram uma taxa de emissão e que não são (nem podem ser) plastificadas;

2 – A emissão da primeira via da carteira de identidade é gratuita;

3 – Se você está pensando em viajar para algum país do Mercosul, mas ainda não quer gastar dinheiro com passaporte para os pequenos, a carteira de identidade (com menos de 10 anos de emissão) é aceita;

4 – Ter um documento de identidade único com o número do CPF (apesar de não ser obrigatório fazer o CPF da criança, para incluir dependentes na declaração de imposto de renda é obrigatório informar o CPF e alguns planos de saúde também exigem CPF da criança para fazer a carteirinha) – se você já providenciou o CPF do pequeno, por algum motivo, vale a pena incluí-lo na carteira de identidade;

5 – Para mim essa é, definitivamente, a mais importante: ao fazer a carteira de identidade do seu pequeno, suas impressões digitais ficam registradas e, caso a criança seja sequestrada ou seja dada como desaparecida, fica muito mais fácil localizar e identificar, não importa quanto tempo tenha se passado. Isso porque as impressões digitais se formam ainda durante a gestação e permanecem imutáveis durante toda a vida.

Para fazer o documento de identidade em Goiânia, o meio mais fácil é procurando uma das agências de atendimento do VAPT-VUPT, onde tenha um posto da Secretaria de Segurança Pública.

É necessário levar:

  • Certidão de nascimento original e cópia (ou apenas uma cópia autenticada);
  • Comprovante de endereço (últimos três meses);
  • Duas fotos 3×4 (iguais, recentes e com fundo branco).

É facultativo:

  • Comprovante de inscrição no CPF, obtido no sítio eletrônico da Receita Federal.

Para a obtenção da primeira via da carteira de identidade não há cobrança de taxa. O serviço é gratuito.

O atendimento é rápido e tranquilo e acontece em duas etapas:

1 – Você pega uma senha para apresentar a documentação (momento em que a criança não precisa estar junto. Se você tiver levado alguém para te ajudar, essa pessoa pode ficar sentada com a criança, aguardando a próxima etapa);

2 – Após a conferência da documentação, você pega outra senha, para coleta das impressões digitais (infelizmente, é preciso sujar os dedinhos da criança com aquela tinta preta grudenta. Então, minha dica é vesti-la com uma roupa que possa sujar/manchar e levar lenços umedecidos, para limpar os dedinhos após a coleta das impressões digitais). Feito isso, o atendente entrega o protocolo, que dentre outras informações, indica a data prevista para a entrega do documento de identidade. Para pegar o documento não é necessário que seja a mesma pessoa que acompanhou a criança no dia da solicitação. Basta que a pessoa que for buscar o documento apresente o protocolo.

A previsão de entrega, segundo informação do sítio eletrônico do VAPT-VUPT é de 15 dias úteis, quando solicitado nas unidades da capital. Contudo, a data que consta do meu protocolo é de 20/07/16, muito mais que 15 dias úteis. Vou tentar ligar antes desse prazo para saber se fica pronta antes.

Sei que existe a possibilidade de solicitar o serviço com urgência, mas não chequei o prazo de entrega nem os requisitos para poder fazer esse requerimento específico.

Espero que essas dicas tenham sido úteis.

E aí, vai providenciar a carteira de identidade do filhote? Eu já providenciei as dos meus!

Na foto, Alberto segurando sua identidade, no dia em que ficou pronta, em Janeiro de 2014.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestmail

Facebookrssinstagram

1 Comentário

  1. Natália Gebin disse:

    Muito boa essa informação! ! Não sabia o quanto é importante! Parabéns pelo post! !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *